ABN - Agência Brasil de Notícias

MENU
BUSCAR
MENU
BUSCAR

Cidade




Cheia 2021

Comerciantes pedem providências imediatas para ajudar o comércio no centro de Manaus

Eles alegam que as passarelas construídas para pedestres, não tem continuidade até loja.

Por , 20/05/2021 14:06

Da redação

Com as águas do Rio Negro prestes a entrar em lojas, os comerciantes das proximidades da Praça do Relógio, no Centro Histórico de Manaus, contaram, nesta quinta-feira (20), que as barricadas de sacos de areia colocadas pela Prefeitura de Manaus, não estão resolvendo o problema e por isso, cada lojista construiu a própria contenção de concreto em portas dos comércios. Eles pedem mais atenção do órgão.

Nesta quinta-feira (20), a cota do Rio Negro atingiu 29,81m. Nas últimas 24h, o nível das águas subiu 4 centímetros.

A Prefeitura de Manaus construiu passarelas na região da Praça do Relógio e próximo a alfândega, além de colocar sacos de areia para impedir a entrada das águas em comércios, mas os lojistas temem os prejuízos.

A ABN entrou em contato com a Prefeitura de Manaus e aguarda respostas.

O gerente comercial de uma rede de lojas do Centro, Hélio Alexandre disse que, nesta quarta-feira (19), o secretário da Defesa Civil e demais órgãos competentes estivem na região para avaliar o local.

"Estão colocando esses sacos de areia, não está resolvendo o problema, fizeram a ponte de acesso aos pedestres, mas não deram continuidade pois o consumidor, olha como ele fica nessa situação, não tem acesso em loja nenhuma. A gente gostaria mais uma vez de pedir ao prefeito, um processo para fazer uma ponte de acesso para o consumidor entrar nas lojas, ser um processo mais rápido", disse.

O gerente comentou que, por conta própria, fizeram uma barricada 60 centímetros e, depois de cinco dias, nesta quinta-feira (20) tiveram que aumentar mais o nível da altura, pois devido ao efeito da natureza, não têm certeza a que nível vai chegar a água.

Ele comentou também que, por várias questões, as vendas caíram, incluindo a pandemia e, atualmente, a cheia.

"A mobilidade Urbana não favorece pois, ninguém vai querer sair de um bairro que a situação talvez não seja também muito boa para vir para um lugar que está pior ainda, no Centro da cidade. E, com certeza uns 50 a 60% da nossa venda, caiu muito", completou.

Além dele, a lojista Andria Pamela comentou que todo dia está sendo um desafio para o comércio naquela região desde a subida das águas.

"Acabamos nem dormindo direito, imaginando aonde a água vai chegar, ontem mesmo o prefeito veio aqui, perguntou o se era melhor a construção de passarelas ou as barricadas de sacos de areia. Aqui mesmo na galeria que trabalho, chegamos a fazer uma barricada, mas a água continua entrando, não é com frequência, mas continua. Estou mais preocupada é com a chuva pois a água vem com muita força", disse.

Ela comentou também que as vendas caíram bastante. Disse que as águas subiram na quinta-feira, mas no sábado, o movimento de clientes parou. "As pessoas não chegam a vir para cá e muitos que vem, é apenas para fazer foto", contou.


Cheia afeta trânsito

O trânsito na avenida 7 de Setembro, Centro, no trecho entre as avenidas Eduardo Ribeiro e Getúlio Vargas, será alterado a partir do meio-dia, desta quinta-feira (20). A medida é necessária por conta da subida do nível do rio Negro, que já começa a prejudicar a circulação dos veículos na área central.

Com a mudança, os veículos que trafegam pela rua Governador Vitório deverão dobrar à esquerda no cruzamento com a avenida 7 de Setembro, seguir até o cruzamento com a avenida Eduardo Ribeiro, onde serão desviados para a avenida 7 de Setembro no sentido inverso de fluxo até a avenida Getúlio Vargas, onde poderão seguir em frente ou virar à esquerda e seguir o itinerário normalmente.

ABN - Agência Brasil de Notícias

© Copyright 2021 ABN - Agência Brasil de Notícias.

Nome completo

E-mail

Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail nossas notícias em seu e-mail em tempo real.

Faça sua busca em nosso banco de notícias

Nome

Aguarde carregando...

Aguarde, carregando o sistema...

0%

Cadastre-se

Nome completo ou nome da empresa

E-mail

CPF ou CNPJ

Telefone fixo

Celular

Senha


Esqueci Minha Senha

Voltar ao login


Formulário de contato

Nome

E-mail

Telefone ou celular

Texto