ABN - Agência Brasil de Notícias

MENU
BUSCAR
MENU
BUSCAR

Cidade




Ressocialização

Detentos do sistema prisional são contratados para serviços de coleta seletiva

Os detentos receberam oficinas de reabilitação voltadas para assuntos que abordam o processo da reciclagem e coleta de resíduos.

Por Filipe Vasconcelos, 25/11/2021 17:54

Foto: Divulgação/Seap

Os reeducandos do sistema prisional de Manaus estão sendo contratados para atuar no sistema de coleta seletiva em Manaus, realizados dentro das unidades prisionais da capital. A oportunidade de emprego é possibilitada graças à acordo fechado entre a empresa Agro Rio Comércio e Serviços de Resíduos Reciclados com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap)

Neste primeiro momento, foram disponibilizadas nove oportunidades de trabalho, que beneficiaram reeducandos que cumprem pena em cinco unidades prisionais de Manaus; o Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj); o Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat); os Centros de Detenção Provisória de Manaus 1 e 2 (CDPMs 1 e 2), todos localizados no ramal do Km 08 da BR-174 (Manaus-Boa Vista) e a Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), localizada no ramal Bela Vista, na zona leste de Manaus.

Os trabalhos de coleta seletiva nas unidades prisionais tiveram início no começo deste mês. Para atuar com segurança e conhecimento na nova frente de trabalho, os detentos receberam oficinas de reabilitação voltadas para assuntos que abordam o processo da reciclagem e coleta de resíduos.

O secretário titular da Seap, coronel Vinícius Almeida, lembra que iniciativas como essa são extremamente importantes para a mudança do sistema prisional do Amazonas e comenta sobre como ocorreram as tratativas para que a empresa fechasse parceria com o órgão.

“A empresa apresentou o projeto para a nossa equipe, que foi visto com bons olhos e como uma excelente oportunidade para que a administração possa, no futuro, alcançar a ISO 14001. Essa parceria, além de gerar uma boa economia aos cofres públicos, colabora também para que o sistema prisional do Estado siga em seu pleno processo de modernização, que envolve promover a ressocialização e a conservação do ambiente prisional”, enfatiza.

O diretor da Agro Rio, Michel Ribeiro, pontua os benefícios da parceria. “Com a implantação da coleta seletiva, a redução do lixo acumulado nas unidades prisionais pode chegar até 50%, o que colabora para um presídio mais limpo e organizado. Além disso, ela também serve como um caminho para a mudança da consciência ambiental dos detentos e para ressocialização deles”, afirma.

De acordo com a Lei de Execução Penal (LEP), Lei nº 7.210/1984, os reeducandos que trabalham dentro do sistema prisional podem remir um dia de sua pena a cada três dias de trabalho realizado.

(*)Com informações da assessoria

Foto da capa:Divulgação/Seap

ABN - Agência Brasil de Notícias

© Copyright 2021 ABN - Agência Brasil de Notícias.

Nome completo

E-mail

Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail nossas notícias em seu e-mail em tempo real.

Faça sua busca em nosso banco de notícias

Nome

Aguarde carregando...

Aguarde, carregando o sistema...

0%

Cadastre-se

Nome completo ou nome da empresa

E-mail

CPF ou CNPJ

Telefone fixo

Celular

Senha


Esqueci Minha Senha

Voltar ao login


Formulário de contato

Nome

E-mail

Telefone ou celular

Texto